Posted by : Allan Andrade 8 de agosto de 2013




- Tenho uma noticia pra te contar - Ela disse abrindo a porta do meu quarto. Não vi que horas eram, mas já estava com os pés dormentes de ficar sentado.
- Mãe, to estudando. - Disse sem tirar os olhos livros.
- Seu avô morreu - Ela disse chegando mais pra perto de onde estava e se sentando na cama, fingindo que não ouviu o que tinha falado.
- Sabemos que ele não era meu avô. Preciso estudar mãe...
- Como você pode dizer isso? - a voz dela começava a falhar. Sabia que as lágrimas logo iriam começar a aparecer.
- Bem - parei de estudar e tentei ser menos frio - pra que ele fosse meu avô, deveria ser seu pai, ou pai do meu pai. E ele não é, então...
- Mas ele foi um tio muito importante na minha juventude ... - Ela não conseguiu terminar
Sabia que se não fosse por este tio e sua esposa, minha mãe ainda seria uma garota do interior, provavelmente dona de casa, e talvez não tivesse conhecido meu pai. Mas olha aonde o destino nos leva.
- O velório é amanhã... - Ela deixou a mensagem no ar. Eu sabia que ela estava me perguntando se ia, mas permaneci em silêncio. - você vai?
- Esses ambientes são propícios a deixar as pessoas tristes...
- Por favor? - Ela nem me deixou terminar
- Se te faz feliz..
- Obrigada
Ela se levantou e saiu deixando a porta aberta. Se segurava para não chorar mas eu sabia que ela ia ficar de luto por semanas. Levantei e fechei a porta. Ver minha mãe daquele jeito me tirou a vontade de estudar. Peguei umas roupas e fui tomar banho. Impressionante como essas águas massageando os ombros nos faz refletir.
E fiquei pensando: Como ela podia estar tão mal assim? Era pra ela estar feliz. Não leve a mal. Não quis dizer pra que ela ficasse feliz pelo falecimento, mas sim feliz por causa da crença. Ela é cristã ( E mesmo que tivesse outra religião qualquer) Onde está o "padecer no paraíso"? Ele foi pra um lugar melhor? Ele está com anjos? etc, etc ...Era pra ela estar feliz pois agora seu tio está bem, onde quer que cada religião acredite que ele esteja. E não sofrendo em um quarto de hospital. Afinal de contas a unica certeza que temos nessa vida é que iremos morrer. Não?
Continuo sem entender certas coisas..




Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © A Jornada - Hatsune Miku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -